>Denotação/Conotação

>Semântica – Prof. Flaverlei

Semântica – é a parte da gramática que estuda os aspectos relacionados ao sentido de palavras e enunciados.

Denotação – é o uso de palavras com o seu sentido original, convencional ou usual. Ex.: Comprei um trator para a fazenda.

Conotação – é o uso da palavra com um significado novo, diferente do original ou do convencional, criado pelo contexto. Ex.: Aquele operário é um trator.

Sinonímia – São palavras de sentidos aproximados que podem ser substituídas uma pela outra em diferentes contextos.
Exs.:
Você já vacinou seu cachorro? Você já vacinou seu cão?
Já partiu um carro agora com um homem e uma mulher.
Já partiu um carro agora com duas pessoas.

Antonímia – São palavras de sentidos contrários entre si.
Ex.:
Velho / novo
Bom / mau
Emigrante / imigrante

Hiponímia – palavras com sentido mais específico.
Hiperonímia – palavras com sentido mais genérico.
Ex.:
Comprei um computador, um monitor, um teclado e uma impressora para o escritório, pois, sem esse equipamento, não conseguiria dar conta do trabalho

Polissemia – É a propriedade que uma palavra tem de apresentar vários sentidos.

Não consigo passar o fio de lã na agulha de tricô.
Enrosquei minha pipa no fio daquele poste.

Homonímia:

a) Homônimas homógrafas – Palavras com escrita igual e sons diferentes. Exs.: colher(ê) verbo / colher(é) substantivo – começo(ê) substantivo / começo(é) verbo.
b) Homônimas homófonas – Palavras com mesma pronúncia , mas com escritas diferentes. Exs.: tacha (prego pequeno) / taxa (tarifa) – cheque (banco) / xeque (jogada de xadrez)
c) Homônimas perfeitas – Palavras com escrita e pronúncia iguais. Ex.: sela (arreio) / sela (verbo selar) – são (santo) / são (saudável) / são (3ª p.p. do verbo ser)

Paronímia – Palavras com escritas ou sons parecidos. Ex.: Absolver/Absorver – pião/peão – precedente/procedente – pequenez e pequinês…

Ambiguidade – Duplicidade de sentidos que pode haver em um texto, verbal ou não verbal.
Ex.:
O que faz uma boa metrópole.
Dois sentidos:
O que uma boa metrópole oferece aos seus moradores.
O que faz com que uma cidade seja uma boa metrópole.

Anúncios
Esse post foi publicado em Denotação/Conotação, Teorias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s